Meteorologia

  • 15 OUTUBRO 2019
Tempo
18º
MIN 12º MÁX 20º

Edição

Ministro da Defesa faz "homenagem simbólica" a 14 personalidades

O ministro da Defesa Nacional distinguiu hoje 14 personalidades, militares e civis, numa "homenagem simbólica" a quem trabalhou com o Governo de "forma mais próxima" em matérias consideradas como prioritárias nos últimos anos.

Ministro da Defesa faz "homenagem simbólica" a 14 personalidades

"Da sua ação resultou um contexto mais favorável ao cumprimento integral das missões que Portugal acomete às suas Forças Armadas", afirmou João Gomes Cravinho numa cerimónia no Ministério da Defesa Nacional em que as personalidades foram distinguidas com a medalha da Defesa Nacional.

Aos parlamentares da comissão de Defesa, Marco António Costa (PSD), João Soares, Miranda Calha (PS), João Rebelo (CDS) e António Filipe (PCP), Gomes Cravinho agradeceu o contributo para o "saudável diálogo interinstitucional", entre o Governo e a Assembleia da República, que ajudou a aprovar a revisão da Lei de Programação Militar e Lei de Infraestruturas Militares.

A Basílio Horta, presidente da Câmara de Sintra, onde ficam situadas várias instalações militares, agradeceu "a cooperação desenvolvida".

O ministro distinguiu ainda o major-general Paulo Guerra pelo seu trabalho no comando da gestão centralizada de meios no combate aos incêndios rurais e o contra-almirante Dores Aresta pela participação nas operações durante a crise energética de agosto.

Pelo seu trabalho nas missões no estrangeiro, foram distinguidos o vice-almirante Silvestre Correia, como chefe da missão militar NATO e União Europeia, o major general Hermínio Maio, como comandante da missão de treino da União Europeia na República Centro-Africana, e o comandante Dias Martins, como responsável de planeamento da Polícia Marítima, que tem uma missão no Mediterrâneo, onde participou no resgate de mais de 6.000 pessoas.

Em território nacional, João Gomes Cravinho elogiou o coronel Vítor Borlinhas, pelos seus "esforços de valorização da profissionalização do serviço militar", e o "trabalho incansável" da Major Diana Morais na "promoção do princípio da igualdade na Defesa Nacional" e questões de género.

Outra das personalidades distinguidas foi o médico Afonso de Albuquerque pelo seu trabalho no tratamento do stress pós-traumático de guerra.

Na cerimónia estiveram presentes o chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas, almirante Silva Ribeiro, e os chefes dos três ramos militares.

A medalha da Defesa Nacional visa distinguir personalidades que "contribuíram significativamente para a eficiência, prestígio e cumprimento da missão do Ministério da Defesa Nacional".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório